Buscar
A-
A
A+
Tamanho da Fonte
print Imprimir
personEnviar para um amigo

Compartilhe com um amigo:

clear
Ops! Verifique os campos destacados acima.
COMPARTILHAR

06/07/2019

SANTA FÉ LANÇA PROGRAMA HABITACIONAL DE LOTES URBANIZADOS

A Prefeitura Municipal da  Estância Turística de Santa Fé do Sul está liderando o Programa Habitacional junto com o deputado federal Ricardo Izar.

Na noite de sexta-feira (4), o Programa Nosso Bairro – Lotes  Urbanizados criado pela Frente Parlamentar da Habitação do Congresso Nacional foi apresentado para mais de 500 famílias. As famílias puderam tirar dúvidas sobre como seria todo o andamento e como poderiam participar. Um próximo encontro ficou marcado para o dia 19 de julho, às 20h30, no Complexo  Turístico, e todos que não têm casa ou terreno podem participar. Neste segundo encontro será a entrega da ficha para a inscrição, mas não é necessário trazer nenhum documento, apenas pegar a ficha para preencher em casa.

O PROGRAMA NOSSO BAIRRO – LOTES URBANIZADOS é uma metodologia de aquisição coletiva, em que as famílias junto com a Federação Nacional da Habitação fazem a aquisição coletiva de uma área e projetam um loteamento de interesse social. 

O prefeito Ademir Maschio, o vice Alcir Zaina, o presidente da Câmara Aniceto Facione, os vereadores e a secretária Municipal de Assistência Social Francieli Santana, recepcionaram o deputado Ricardo Izar e sua equipe.

Para o prefeito Ademir é fundamental ter ações que contemplem as famílias necessitadas. "Assim que conhecemos o Programa vimos que era de interesse da população e firmamos a parceria. Pedimos ao deputado e a Associação que ajudem as famílias santa-fé-sulenses a realizarem o sonho da casa própria", declarou Ademir. 

As famílias que participam dessa iniciativa, não conseguem pagar o valor de mercado, porém com condições e valores facilitados conquistam o seu lote e podem ter a sua casa dando dignidade à família. 

A única exigência para participar é ter 18 anos ou mais e não possuir  casa ou terreno. Não é necessário comprovar renda e mesmo que tenha restrição no nome é possível participar. Também não existe idade máxima.

"Grande parte do público participante, nunca teria a chance de conquistar um lote se não fosse o Programa, por isso nós da Frente Parlamentar da Habitação, pesquisamos vários sistemas pelo Brasil e encontramos essa metodologia que dá certo e ajuda as famílias a conquistarem o lote. A família tendo o lote ela vai construindo a casa aos poucos, porém o lote ela não consegue ir comprando aos poucos", ressaltou Ricardo Izar, Coordenador da Frente Parlamentar da Habitação do Congresso Nacional. Izar agradeceu Rosimar Luiz Pereira, o santa-fé-sulense que lutou para trazer o Programa para o município.

A participação popular é muito importante para que seja realidade, e isso acontece através da Federação Nacional da Habitação. 

"É o novo Brasil, onde as pessoas são protagonistas de sua própria história. Pessoas que não querem ficar esperando o Governo dar algo, mas começam a conquistar. Do Governo queremos pleitear recursos para a infraestrutura do Bairro, como tem sido em vários municípios do Estado", explicou Marcelo Augusto, Presidente da Federação Nacional da Habitação.