Buscar
A-
A
A+
Tamanho da Fonte
print Imprimir
personEnviar para um amigo

Compartilhe com um amigo:

clear
Ops! Verifique os campos destacados acima.
COMPARTILHAR

18/04/2018

Coordenadores e professores são capacitados sobre educação especial na perspectiva da educação inclusiva

O Governo Municipal da Estância Turística de Santa Fé do Sul (SP) por meio da Secretaria de Educação, promoveu nos dias 12 e 13 de abril capacitação para os coordenadores pedagógicos da Educação Infantil e professores do Atendimento Educacional Especializado da rede municipal, sobre educação especial na perspectiva da educação inclusiva, com o tema, “A inclusão das inteligências, saindo de um aquário para um mar de possibilidades”.

O curso teve duração de 16 horas e foi ministrado pela Profª Neusa Venditte, pedagoga e psicopedagoga, e diretora do projeto conviver e comunidade inclusão.

O secretário de Educação Carlos Rogério Garcia disse que é muito importante que a escola esteja preparada para atender esses alunos que necessitem de uma educação especial e inclusiva. “ A educação inclusiva, constitui educar todas as crianças em um mesmo contexto escolar. A opção por este tipo de educação não significa negar as dificuldades dos estudantes. Pelo contrário. Com a inclusão, as diferenças não são vistas como problemas, mas como diversidade”, disse Carlos.

“Incluir é sair da acomodação, pais, educadores e empresários, governantes e na convivência e relaçoes sociais dar as oportunidades iguais para todos. Incluir, professores, é vocês irem atrás de informações e formação sem se esconderem atrás dos seus diretores e de si mesmos porque o que não falta é acesso a essas informaçoes e formação desde que vocês queiram se comprometer com a educação e a formação de sujeitos ativos que constroem conhecimento o tempo todo e sairem do papel de transferidores de conhecimento, aliás de responsabilidades também,porque a partir do momento que você escolheu ser um educador assuma o seu papel e saiba que você lida com vidas e terá que se formar e informar constantemente porque a vida está em movimento”, disse Neusa.